domingo, 5 de dezembro de 2010

Passos meus...

esta semana senti tanta dor nos pes, que pensava vê-los sangrar...
não sangrou...mas percebi que a dor lancinante que me acometia era sinal de vida
mantive-me de pe, e calei peito adentro a vontade de gritar, sair correndo e repousa-los em lugar seguro...
talvez eu nao prossiga (ali)
mas outras portas vao se abrir para que eu possa entrar...
nao vou desesperar...mas confesso que preciso de mais força (Tua)
Fica aqui...enconsta as maos nas minhas e aquece o frio que importuna
a solidao pode ser frutuosa, mas, quando excessiva, catastrofica
repreendo-na e digo...saia daqui!
a dor amenizou...deste-me agua para recobrar as forças
mas nao consegui reter as lagrimas...elas desceram como uma oraçao silenciosa, porque as vezes prescindo de minhas palavras
elas falaram por mim....
Disseste-me de forma trancendente que posso ir alem...
poderia ficar, mas nao quero...
preciso continuar, rumo à alvorada
mais uma primavera se aproxima...tenho la os meus receios
mas nao dou a eles tanto credito assim...
fiz um pacto comigo mesmo...
o que passou, passou...
"So vou olhar pra tras pra ver o pôr do sol"
E nada mais, continuarei seguindo
e seu eu nao tivesse amor em mim, talvez nao visse flores por onde eu vim
porque so o amor é capaz de mostrar o que aos olhos se faz oculto
e assim, vou...depositanto meus diamantes em tuas maos
PS: Amo ver o nascer e o por do sol! Se tem coisas na vida que mais gosto e nao tem preço, é isso.
by. Camila Gibbs

3 comentários:

  1. O amor mostra o que precisamos ver né, muito lindo, abraços

    ResponderExcluir
  2. Lindo isso e confirmo esse sentimento!

    ResponderExcluir
  3. Saudade de tu meu dengo...rsrs.

    Beijo . . .

    ResponderExcluir